Muito doce e Caramelodrama

janeiro 24, 2018


Em um cantinho do bairro do Batel aqui em Curitiba, capital do Paraná, há um café de estilo francês e sofisticado que resolvi visitar com as minhas duas melhores amigas. Além de ter conhecido esse local tão delicado por meio de uma postagem no blog da Melina Souza, Serendipity, uma colega do curso de psicologia tinha comentado diversas vezes sobre o Caramelodrama, dizendo o quanto amava as delícias de lá e o quanto o estabelecimento era delicado e muito bem planejado, o que me despertou certa curiosidade. Além disso, pelo fato de que um dos meus projetos de 2018 é conhecer um café por mês, fui até lá conhecer e resolvi compartilhar a minha experiência.

Caramelodrama é um café que fica em uma casinha de estilo europeu meio escondida em meio a tantos bares e baladas na região mais nobre da cidade. Do lado de fora já se percebe a atenção aos detalhes e o cuidado de tentar trazer um pedacinho da França para a capital paranaense. Há um espaço florido do lado direito e na parte esquerda é possível encontrar um espaço mais aberto para que o cliente possa aproveitar seu café ao ar livre. É possível notar ainda a sutileza da entrada e o ar acolhedor que aquela pequena casa busca transpassar.



Assim que eu e minhas amigas adentramos o estabelecimento, o que mais me chamou atenção foi a organização realizada no espaço. Não há apenas mesas para as pessoas possam sentar, comer, beber um frapê e bater um papo divertido, como em muitos cafés tradicionais, mas também existem sofás espaçosos, poltronas e até mesmo uma cadeira de balanço de madeira antiga. Você pode também emprestar um livro da estante e ler naquele momento relaxante. E tudo isso embalado por músicas calmas e, pelo pouco que pude entender, definitivamente francesas.


Um dos cantinhos que mais me encantaram foi a prateleira de utensílios de cerâmica em exposição. Há chaleiras e bules dos mais diversos tamanhos e cores, xícaras temáticas, como as de A Bela e a Fera, porém o meu conjunto preferido é o de Alice no País das Maravilhas, pois assim que vi lembrei do meu blog predileto, o Memorialices.



Como o ambiente não estava muito cheio e pelo nosso acanhamento (eu queria muito apenas sentar no sofá, pegar um livro qualquer na estante e dar uma folheada no mesmo, mas não tive coragem naquele momento), resolvemos nos acomodar em uma mesa tradicional e que era dona de uma visão que considero privilegiada do local.


Confesso que tive um pouco de dificuldade para decifrar o cardápio repleto de pratos franceses, mas pelo fato da atendente ter sido tão prestativa e atenciosa e pelos doces estarem expostos em uma vitrine facilitaram E MUITO a minha escolha. Optei pelo chocomelodrama, o bolo da casa, que realmente é uma delícia! Pelo que a atendente explicou, os doces ali preparados não apresentam leite condensado e achei que aquele bolo de chocolate que comi não estava tão doce, justamente por esse fato e também por ter sido usado chocolate amargo em sua preparação.


Eu achei um pouco caro, para falar a verdade, mas acredito que a faixa de 10 a 20 reais por um pedaço de bolo ou torta é comum nos cafés por aí. Por isso, um conselho que dou é ir com a carteira preparada, pois a vitrine seduz qualquer um e você acaba querendo ficar mais tempo ali, pois o ambiente é extremamente agradável, tanto que, mesmo depois que terminamos de comer, ficamos ali por um bom tempo apenas conversando e nos divertindo. 

Alguém aí já conheceu o Caramelodrama? Se sim, o que achou? Conta aí nos comentários!

Você Pode gostar também

1 comentários

  1. Olá, Deborah! Que lugar bonito esse! E olha que curioso: conheci o seu blog através do Memorialices e, ao mesmo tempo, estou aqui em uma busca por lugares fofos pra conhecer em Ctba (devo passar uns dias aí, e no Batel mesmo!), muito bacana encontrar seu post!! <3 Ahhhhhh, mas me conta: existem outros cafés bacanas aí na terrinha? Fiquei ainda mais ansiosa pra conhecer essa cidade <3 <3 rs
    Bjs,
    Rebeca

    ResponderExcluir